Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/1678
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSouza, Vanessa Silva de-
dc.date.accessioned2021-05-27T16:03:35Z-
dc.date.available2021-05-27T16:03:35Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.citationSOUZA, Vanessa Silva de. Avaliação do perfil nociceptivo e consumo de analgésicos dos pacientes portadores de dor crônica submetidos a cirurgia de reparo do manguito rotador. 2017. 62 f. Dissertação (Mestrado em Saúde e Desenvolvimento Humano) – Universidade La Salle, Canoas, 2017. Disponível em: http://hdl.handle.net/11690/1678. Acesso em: 27 maio. 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11690/1678-
dc.description.abstractAs lesões do manguito rotador (LMR) são uma das causas de dor no ombro e motivo frequente de consultas médicas, podem levar à perda das funções do manguito rotador e, consequentemente, à dor crônica, fraqueza e incapacidade funcional. A dor crônica é aquela que persiste além do prazo razoável estimado para a cura de uma lesão ou aquela associada a patologias crônicas, causando dor contínua ou recorrente em intervalos de meses ou anos, limitando as condições e o comportamento daquele que o vivencia O objetivo deste estudo foi avaliar o perfil nociceptivo e o consumo de medicamentos analgésicos dos pacientes submetidos a cirurgia de reparo do manguito rotador. Buscou-se avaliar os limiares nociceptivos e a integridade do sistema descendente, catastrofismo da dor e a prevalência de dor nociceptiva ou neuropática. Foram recrutados 40 pacientes maiores de 18 anos, submetidos a cirurgia de reparo do manguito rotador. Foram utilizados os seguintes instrumentos: questionário sócio-demográfico, escala funcional da dor, EVA, diário do sono, teste sensorial quantitativo (QST), integridade do sistema modulatório descendente pelo teste de modulação da dor condicionada (CPM). Os resultados demonstram diferença significativa nos limiares de dor, QST calor e QST tolerância, catastrofismo total e qualidade do sono, humor e ansiedade nas últimas 24 horas. Na avaliação do CPM, não foram encontrados diferença significativa, mas encontramos correlação entre teste CPM pré-operatório com a EVA pós-operatório. Portanto, pacientes com lesão do manguito rotador não apresentaram alterações no sistema inibitório descendente, mas demonstraram alterações nos limiares de dor, o que pode interferir no pós-operatório e ainda estar relacionados com o consumo de analgésicos.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade La Sallept_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectManguito rotadorpt_BR
dc.subjectdor crônicapt_BR
dc.subjectnociceptivopt_BR
dc.titleAvaliação do perfil nociceptivo e consumo de analgésicos dos pacientes portadores de dor crônica submetidos a cirurgia de reparo do manguito rotadorpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisorSouza, Andressa dept_BR
dc.degree.localCanoaspt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento Humanopt_BR
dc.publisher.countryBRpt_BR
dc.descriptionAvaliar o perfil nociceptivo e o consumo de medicamentos analgésicos dos pacientes com dor crônica submetidos a cirurgia de reparo do manguito rotador, em um hospital público de Porto Alegre.pt_BR
Appears in Collections:Dissertação (PPGSDH)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
vssouza.pdfOpen Access982,5 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.