Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/1149
Authors: Benites Rios, Míriam
Title: Reavaliação crítica da pedagogia: exigências curriculares à formação de professores na cultua digital
Keywords: Diretrizes curriculares;Curso de pedagogia;Formação de professores;Cultura digital
Issue Date: 2019
Publisher: Universidade La Salle
Abstract: O presente estudo, desenvolvido junto ao Núcleo de Estudos sobre Tecnologias na Educação - NETE/UNILASALLE/CNPq, de natureza qualitativa e de cunho teórico, utiliza-se dos procedimentos de revisão de fontes bibliográficas e documentais para a produção dos dados, e parte da seguinte problemática: de que forma tem se dado a revitalização dos currículos dos cursos de pedagogia diante das exigências legais e sociais, no que se refere às tecnologias digitais? Um dos desafios é o de compreender as formas de reelaboração e corporificação das exigências curriculares, advindas das Diretrizes do MEC/CNE de 2015, em um Projeto Pedagógico de Curso de Pedagogia. Tais diretrizes enfatizam a necessidade de uma formação em que o professor seja capaz de dar conta de forma competente das tecnologias para o aprimoramento da prática pedagógica, além de sinalizar a necessidade de domínio das tecnologias para o desenvolvimento dos processos de educar. Nesse horizonte de discussão e inquietudes, examinamos, sob o olhar hermenêutico, os desdobramentos à formação de professores pelos múltiplos atravessamentos em âmbito de reestruturação curricular e dos reflexos das determinações legais nos cursos de Pedagogia, em termos de uma formação humana e tecnológica dos professores em meio a cultura digital. Trata-se de dar visibilidade aos contornos da Pedagogia em suas dimensões políticas, éticas, estéticas e socioeducativas, no sentido de dialogar com as diferentes experiências e instrumentos culturais de constituição dos cursos de formação de professores, lançando luz às contradições enraizadas historicamente na constituição dos cursos de Pedagogia no Brasil. Neste foco, traçamos o histórico das exigências curriculares entre a formação de professores e a inclusão das tecnologias na educação. Revisitamos, também, alguns dados históricos de implantação dos programas governamentais voltados à inserção das tecnologias na educação (EDUCOM, PRONINFE, PROINFO e PROUCA), com especial atenção à formação dos professores. Os resultados indicam que as interlocuções realizadas entre as diretrizes legais e os cursos de formação de professores remetem, por um lado, à compreensão e a busca de um sentido da ação educativa para reconstruir o elo vital com a formação pedagógica e as tradições culturais, contextualizando as intervenções educativas a partir das novas transformações de época. O saber pedagógico e a própria experiência com as tecnologias digitais gera inúmeras exigências hermenêuticas, relações transformadoras e criadoras entre os sujeitos no mundo, uma vez que pode haver diálogo e formação de novas compreensões linguísticas, educativas e legais. Por outro lado, refletem-se inquietudes frente às complexas transições entre o saber pedagógico e a emergência da virtualidade na formação de professores, o que resulta, seguidamente, na integração apressada, simplificada e instrumental das tecnologias digitais nos currículos, inviabilizando a (re)construção e a atualização de práticas, currículos e metodologias que dialoguem com os diferentes conhecimentos e contextos
metadata.dc.contributor.advisor: Conte, Eliane
Appears in Collections:Dissertação (Educação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
mbrios.pdf1,03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.