Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11690/978
Título: Memória e sensibilidades: o feminino na literatura da fronteira oeste do Rio Grande do Sul
Autor(es): Soares, Tanira Rodrigues
Palavras-chave: Memória
Sensibilidade
Feminino
Literatura
Data do documento: 2014
Editor: Centro Universitário La Salle
Resumo: A temática abordada nesta dissertação está inserida na linha de pesquisa Memória, Cultura e Identidade do Mestrado Profissional em Memória Social e Bens Culturais e objetiva estudar a memória e as sensibilidades na literatura feminina da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, tendo como delimitação as obras literárias Limites (2002), de Tânia Lopes e Baguala (1982), de Ieda Inda. A escolha das obras encontra justificativa na abordagem empregada, pois são duas produções literárias femininas que têm como pano de fundo a sociedade da Fronteira Oeste, com destaque para as personagens femininas no enredo das tramas. A metodologia empregada envolveu a pesquisa qualitativa, explicativa e descritiva, aliada à pesquisa documental, bibliográfica e à pesquisa de campo. O referencial teórico norteador dos conceitos de memória, literatura e sensibilidades está fundamentado nos estudos de Pollak (1992), Gondar (2005, 2008), Bosi (1994), Moisés (1997), Tavares (1996), Candido (1967), Lajolo (1983); Dalcastagnè (2005; 2007), PerroneMoíses (1998); Gruzinski (2007), Leenhardt (2010), Pesavento (2004; 2007), Santos (2008a), entre outros autores que referendam a produção da dissertação. Limites e Baguala complementam-se enquanto representações literárias que envolvem o contexto fronteiriço, permitindo que o recorte da pesquisa contemple dois municípios limítrofes, com fronteira internacional, considerando a memória individual e coletiva, além de aspectos históricos e socioculturais. Portanto, o estudo possibilitou o acesso à memória individual de cada uma das escritoras, bem como à memória coletiva dos integrantes da Fronteira Oeste, desvendando horizontes memoriais capazes de revelar aspectos peculiares ressaltados pelas sensibilidades das escritoras. Limites e Baguala evidenciam mulheres como integrantes do arquipélago humano da Fronteira Oeste, cenário onde tecem rendas de atitudes e manejam as rédeas de sua própria vida. O produto final do Mestrado Profissional compreende 08 publicações no Jornal Folha de Itaqui e um Colóquio denominado Memória e Sensibilidades na Produção Literária Feminina da Fronteira Oeste do RS a ser realizado no município de Itaqui (RS).
The theme we approach in this dissertation is inserted in the research area “Memory, Culture, and Identity” at the Professional Master Course on Social Memory and Cultural Assets, and we aim at studying memory and sensitivity in women’s literature from the western frontier of the state of Rio Grande do Sul, Brazil, more specifically the literary works “Limites” (2002), by Tânia Lopes, and “Baguala” (1982), by Ieda Inda. These works have been chosen due to the approach that has been employed in them, since they are both women’s works that share as background the society in the state’s western frontier, and highlight the role of female characters in their plot. The methodology we have utilized include qualitative, explanatory, and descriptive research, along with documentary and bibliographical research, as well as field research. The theoretical references on memory, literature, and sensitivity are the studies by Pollak (1992), Gondar (2005; 2008), Bosi (1994), Moisés (1997), Tavares (1996), Candido (1967), Lajolo (1983), Dalcastagnè (2005; 2007), Perrone-Moíses (1998), Gruzinski (2007), Leenhardt (2010), Pesavento (2004; 2007), Santos (2008a), among others that support the aim of this work. “Limites” and “Baguala” complement each other as literary representations of this frontier context, two neighbor cities that have frontier with Argentina, taking into consideration individual and collective memory, as well as historical and sociocultural factors. In this sense, this study allows us to access the individual memory of both writers, as well as the collective memory of those living near the western frontier, which reveal peculiar aspects that are highlighted by the writers’ sensitivity. “Limites” and “Baguala” show us women as members of the western human archipelago, where they weave attitude and handle the reins of their own lives. The outcome of the Professional Master Course comprises 8 publications in the Jornal Folha de Itaqui and a Colloquium called “Memória e Sensibilidades na Produção Literária Feminina da Fronteira Oeste do RS”, to be held in Itaqui, Rio Grande do Sul.
URI: http://hdl.handle.net/11690/978
Aparece nas coleções:Memória Social e Bens Culturais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SOARES.pdf1,96 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.