Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11690/1676
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorJinkoski, Talena Brabo Arero-
dc.date.accessioned2021-05-27T14:17:54Z-
dc.date.available2021-05-27T14:17:54Z-
dc.date.issued2020-
dc.identifier.citationJINKOSKI, Talena Brabo Arero. Intervenção fisioterapêutica precoce em prematuros com até 18 meses de idade corrigida. 2020. 72 f. Dissertação (mestrado em Saúde e Desenvolvimento Humano) – Universidade La Salle, Canoas, 2020. Disponível em: http://hdl.handle.net/11690/1676. Acesso em: 27 maio. 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11690/1676-
dc.description.abstractNa atualidade, questões envolvendo a prematuridade são um grande desafio à saúde pública, mesmo com o desenvolvimento na medicina nesta área. Segundo a Organização Mundial de Saúde o percentual de parto prematuro no Brasil, dos nascidos vivos, chega a 12,4% e ainda em ascensão, classificando nosso país como décimo no ranking mundial dos países com mais partos antecipados. São considerados prematuros todos aqueles nascidos com menos de 36 semanas e 6 dias de gestação e com peso inferior a 1.500 gramas, sendo vários são os fatores de risco prematuridade, desde um pré-natal mal acompanhado ou não realizado; pré-eclâmpsia; gestação precoce ou tardia; até condições socioeconômicas e clínicas desfavoráveis. Sabe-se que quanto menor a idade gestacional, maiores são as chances da criança apresentar riscos para atraso de desenvolvimento, devido à imaturidade de seus órgãos e sistemas. Este evento não está associado somente a questões relacionadas à prematuridade, mas também a exploração imprópria do meio inserida. Nesse sentido, um desenvolvimento motor inadequado reflete em prejuízos na vida social e intelectual, onde tal dificuldade irá interferir na realização de atividades cotidianas. Neste contexto, a intervenção fisioterápica surge como uma ferramenta preventiva importante, minimizando riscos de atraso neuromotor. Assim, quanto mais cedo for a intervenção, maiores são as chances de correção do atraso, pois o primeiro ano de vida é de intensa transformação do sistema nervo central, onde o desenvolvimento neuromotor depende de ações e repetições de padrões corretos para sua aprendizagem. A intervenção fisioterapêutica em prematuros consiste em estabelecer um objetivo motor, a partir da idade corrigida, identificando as reais dificuldades motoras da criança. Tal permite o ganho de habilidades, mensurados a partir de instrumento padronizado. Dessa maneira, é possível oferecer à criança condições de experimentação de um desenvolvimento adequado, por meio de técnicas sensório-motoras, além de orientações aos pais como para manter os estímulos e reforçar o vínculo familiar. A pesquisa em questão teve como objetivo avaliar o efeito no desenvolvimento motor de prematuros após um programa fisioterapêutico de intervenção precoce, com até 18 meses de idade corrigida. Para tal realizou análise de correlação entre grupo de prematuros, pareados em sua idade corrigida, expostos a dois tipos de intervenções fisioterapêuticas (motora e sensório-motora), a fim de inferir se uma abordagem foi sobressalente no alcance de marcos motores correspondentes a sua fase do neurodesenvolvimento. Como produto técnico foram criadas contas nas redes sociais (Facebook, Instagram e YouTube), a fim de apresentar a sociedade ferramentas de como a fisioterapia pediátrica pode beneficiar o desenvolvimento neuromotor infantil.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade La Sallept_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectIntervenção precocept_BR
dc.subjectfisioterapiapt_BR
dc.subjectdesenvolvimentopt_BR
dc.subjectneuromotorpt_BR
dc.subjectprematurospt_BR
dc.titleIntervenção fisioterapêutica precoce em prematuros com até 18 meses de idade corrigidapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.location.countryBRpt_BR
dc.contributor.advisorVieira, Gustavo Fioravantipt_BR
dc.degree.localCanoaspt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento Humanopt_BR
dc.descriptionAvaliar a repercussão no desenvolvimento motor de prematuros após um programa fisioterapêutico de intervenção precoce, com até 18 meses de idade corrigida.pt_BR
Appears in Collections:Dissertação (PPGSDH)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tbajinkoski.pdfOpen Access4,22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.